8.4.11

LEALDADE E DESLEALDADE (DAG HEWARD-MILLS)

CAPÍTULO 1 – 3 de abril de 2011

À primeira vista, tive a impressão de que este livro seria muito chato. Enganei-me, não se deve julgar um livro pela capa (literalmente!). O Bispo Dag trata o assunto de maneira simples e prática, é muito gostoso de ler e aprender. Falando em aprender, já foram muitos os ensinamentos absorvidos só no primeiro capítulo. Algo fundamental é entender que a lealdade é mais importante que os dons em um ministério. “São as pessoas fiéis e leais na igreja que são as mais bem qualificadas para serem líderes” (p. 10). E ele nos mostra isso na Bíblia: “requer-se nos encarregados [líderes] que sejam fiéis” (1 Coríntios 4.2).

Quando somos líderes leais, conseqüentemente nos tornamos bem-sucedidos. Quando isso acontece, o ataque de Satanás vem de dentro. O que o autor chama de quinta-coluna, “composta de pessoas desleais, hipócritas (de duas caras [ui!]), incoerentes e descontentes que estão dentro de todos os ministérios” (p. 12). É preciso ter muito cuidado com essas pessoas e, principalmente, para que não sejamos uma delas.

E o segredo para eliminar essas sementes malignas é o amor. “As pessoas são atraídas pelo amor. Quando elas veem os líderes andando no verdadeiro amor, elas se aproximam confiantes” (p. 15). Portanto, é necessário que haja amor entre nós. Porém, “toda vez que houver deslealdade e desconfiança, os membros da sua igreja ficarão atemorizados e alertas e permanecerão distantes” (p. 15). E isso nós não queremos.

Isso leva muitos a pensar: “ah! Então vou fazer tudo sozinho... Cuidar de gente dá trabalho demais, moço!”. Errado. Pois, “qualquer que desejar expandir seu ministério e produzir muito fruto tem de aprender a trabalhar com muitas outras pessoas [ui!²]” (p. 15). Mesmo sendo uma tarefa difícil, é preciso investir tempo e treinar aqueles que farão a obra conosco. Mas, como o próprio autor afirma, “seria melhor trabalhar sozinho do que com uma equipe de pessoas desleais, descontentes, desunidas e sem amor” (p. 16). Por isso, peça a Deus uma equipe leal e esteja preparado para lapidar as “peças boas” que o Altíssimo te enviará.

E lembre-se, “lealdade é mais apreciada nos momentos difíceis. Nos momentos bons, todos parecem leais” (p. 18). Seja fiel do início ao fim, e o Senhor escreverá o teu nome em um lugar de honra.

A propósito, estou escrevendo para te encorajar, e assim encorajar a mim também, a ler esta fonte de conhecimento que você tem em mãos. Não despreze essa oportunidade, seja leal nas pequenas coisas, vale a pena.


Esaú M. Moraes

Twitter: @esaumaia
Site: www.avivamentes.blogspot.com

Um comentário:

Esaú Maia disse...

Nossa, o blog está muito bonito, quem atualizou?
Brigado por publicarem meu texto. Estarei sempre aqui pra colaborar.
Shalom!